quarta-feira, 3 de setembro de 2008

- Posso não concordar com uma só palavra do que dizeis, mas defenderei até à morte o vosso direito de dizê-lo ! (Voltaire, pseudónimo de François-Marie Arouet , 1694 - 1778, foi um poeta, ensaísta, dramaturgo, filósofo e historiador iluminista francês. Defendia a liberdade de ser e pensar diferente.)

7 comentários:

Pascoalita disse...

Não sei se hoje Voltaire ainda pensaria assim! Estou a lembrar-me dos tumultos que têm ocorrido em frança e não só, provocados pelas exigências/imposição em país estrangeiro, das comunidades islâmicas, por exemplo.

Eu até concordo que se pense e viva em liberdade e que se respeitem as diferenças, mas por outro lado defendo aquele ditado popular "à terra onde fores ter, faz como vires fazer" ou ainda este "em roma sê romano".

Liberdade é muitas vezes confundida com libertinagem ou com anarquia e tudo o que é demais, acaba por cheirar mal.

Um beijo

São disse...

É uma das minhas frases favoritas e já a pus como pensamento em livros oferecidos.
Beijinhos.

xistosa - (josé torres) disse...

Pascoalita

Eu não costumo diferenciar as visitas.
Nem o farei, NUNCA!!!
Só vou responder por ordem ao meu ser, que é o que me mantém vivo e a mexer ao cimo desta ignóbil terra, (cheia de vermes!!!)

xistosa - (josé torres) disse...

são

Eu, para ser sincero, além de não perceber patavina disto, não vou ver, ou como costumam dizer, "cosculhar", ou portuguêsmente, coscuvilhar ...
Sou o que quero e não quero ser o que pensam de mim.
Não entro num blog, para ver se é um macho ou uma fêmea, se é novo ou velho, se é ... quero lá saber.
Não venho para a Net, à procura de nenhures, por muito grandes que sejam.
Nem necessito destas explicações, sou o "xistosa - josé torres", para o bem e para o mal e nem quero saber se o meu interlocutor é de esquerda ou se escreve à direita.
Leio, assino e divulgo, SE GOSTAR, ou desapareço ...
Para já, ainda não me enganei e aqueles em que os acusei, PUBLICAMENTE, de venderem banha da cobra que estica e não dobra, desapareceram.

Desculpe ser assim.
Depois de se atingir determinada idade, talvez ficamos mais defensivos e agressivos ..., mas pela minha parte, está sempre o "Torres". Sim. Com maiúsculas, que é uma forma de educação do nosso português, ... +para além de outras coisas.

Então é assim ...

Defendo, talvez não até à morte ... pois todos temos a nossa cobardia ... e morte só há uma, esse direito de dizer o que pensais.
Só assim estou no pleno direito de aceitar os que me criticam ...
Isto, traduzido para miúdos ...

Obrigada "são"!!!
Há palavras que valem mais que a escrita, porque nos levam ao pensamento humano!

mundo azul disse...

Maravilha!
Nobre é aquele que, apesar de não concordar, dá ao outro todo o direito de ter pensamento próprio!

Beijos...

xistosa - (josé torres) disse...

Pascoalita

Vou acabar com este blog.
Não tenho tempo, nem disposição para alimentar tanta loucura.
A m/mulher vai continuar mais um ano a dar aulas ...
Pela minha parte, apareceu-me um grupo de ... interesses indianos e vou ver o que se desenvolve por aí fora.

Uma coisa é certa, um blog, manter-se-á, nem que seja para destilar o que a ASAE, não me deixa fazer, sem cumprir as regras deles.
Eu sou um selvagem e ninguém me domou ... ao fim de 60 e tal anos, não me vou deixar subjugar.
Sei que a m/mulher adora dar aulas, sei que a directora do Colégio me ia pedir insistentemente ... por que não contemplar todo o esplendor da vida?

Vou continuar a fazer o que quero, mas só para quem quero, dentro das horas que quero trabalhar e no local que quero.

Não posso defender o que defendem os deuses ...
Peço desculpa ...
Mas sucedeu-me um imprevisto ...
Voltarei!

xistosa - (josé torres) disse...

Mundo Azul

Só assim podemos ser nós próprios e vivermos em sociedade.