domingo, 18 de janeiro de 2009

.

O "ucometa" está a afastar-se ... cada vez mais da visão a olho nu ...

Caminha a passos largos para o "sem fim" do cosmos, onde não mais será visto.

Suponho que o seu périplo em relação a Portugal está a esfumar-se e talvez hoje seja o seu fim, ou ...

Talvez um dia ... quem sabe, voltará.

Para além do mais e acima de tudo, estou sem "a ferramenta".
Emprestaram-me uma.

Mas a nossa é a nossa e onde temos os cantos que já conhecemos, ou melhor, conhecíamos.

Aquela onde se escreve, descreve. sonha-se, vive-se, transpira-se e explode-se.

Foi isso que sucedeu ...

Confiei nas máquinas e fiquei sem nada ...

Para já não me despeço ... não sei ainda bem qual o rumo ...

Mas voltarei, ou para me despedir e agradecer ... ou mesmo para morrer.

INTÉ!!!


.




2 comentários:

Angela Ladeiro disse...

INTÉ...NADA!!! Tem de voltar. E os postes engraçados? Cheios de coisas interessantes? Não se faça de caro!.. Apareça nem que seja de vez em quando. Um abraço

xistosa - (josé torres) disse...

Ângela Ladeiro

Fiquei completamente descalço e nu ...
Perdi até a paciência no disco do portátil que me abandonou.

O meu 6º sentido parece que não funcionou.

Tinha uns "poemecos" para publicar.
Esteve para ser em Novembro numa editora espanhola. Ainda eram 326 páginas.
Tive tudo acertado e até fui lá pessoalmente.
Há última da hora, como um bom português faz, queriam mais umas exigências ...

Como fervo em água quase fria, (depende da pressão, não é?), mandei-os passear.

Agora foi tudo na voragem dum disco avariado.
É o 3º em 3 anos.

Por isso o meu coração não aguenta.
Não tenho forças, nem me lembro de nada do que tinha escrito.
Se não recuperar o backup que o m/filho fez no dia 24 de Dezembro, minutos antes de ter que tirar as espinhas ao bacalhau ... desisto.
mas não consigo abarcar os dois blogues.
Por vezes levanto-me de noite e escrevo uns apontamentos e depois sai qualquer coisa.
Mas como estou no corredor da morte, sim, estão a embarcar os das gripes e pneumonias.
Quando houver vaga vão os do coração ...
Não sei, mas estava a ficar escravo da Net.
Eu que nunca me deixei submeter por nada nem ninguém ...

Se até ao fim de semana não tiver o conteúdo do disco, vou ponderar e ver o que fazer.

Talvez até me abalance num site ... mas depende das funcionalidades que me colocarem á disposição.
É que não sei fazer nada. Mas mesmo nada.

Até um dia.