quinta-feira, 29 de outubro de 2009

A BÍBLIA

.

Os 5 volumes do Antigo Testamento e 2 do Novo Testamento


Ler isto é obra.


Já o fiz por duas vezes e ainda não "sei nada".

Também não sei se terei tempo e "coragem" para voltar a ler tudo.


(A Bíblia ao alto, na foto, é daquelas coisas que se compram ou nos oferecem para "enfeitar" a estante. Só para isso).


CAIM, de José Saramago






Só um pequeno reparo meu.

José Saramago é um Nobel. (Não foi ele que se auto-promoveu).

É um livre pensador que explana as suas ideias em liberdade e com liberdade de expressão.


Não há maior valor que isto e estes valores sobrepõem-se a qualquer mentecapto duma qualquer religião e mesmo a qualquer uma destas (religiões).

Felizmente a inquisição já foi enterrada há muito.


Trecho de 'Caim', de José Saramago

(...) Sucedeu então algo até hoje inexplicado. O fumo da carne oferecida por Abel subiu a direito até desaparecer no espaço infinito, sinal de que o senhor aceitava o sacrifício e nele se comprazia, mas o fumo dos vegetais de Caim, cultivados com um amor pelo menos igual, não foi longe, dispersou-se logo ali, a pouca altura do solo, o que significava que o senhor o rejeitava sem qualquer contemplação. Inquieto, perplexo, Caim propôs a Abel que trocassem de lugar, podia ser que houvesse ali uma corrente de ar que fosse a causa do distúrbio, e assim fizeram, mas o resultado foi o mesmo. Estava claro, o senhor desdenhava Caim. Foi então que o verdadeiro carácter de Abel veio ao de cima. Em lugar de se compadecer do desgosto do irmão e consolá-lo, escarneceu dele, e, como se isto ainda fosse pouco, desatou a enaltecer a sua própria pessoa, proclamando-se, perante o atónito e desconcertado Caim, como um favorito do senhor, como um eleito de deus.

(...) A cena repetiu-se, invariável, durante uma semana, sempre um fumo que subia, sempre um fumo que podia tocar-se com a mal e logo se desfazia no ar. E sempre a falta de piedade de Abel, os dichotes de Abel, o desprezo de Abel. Um dia Caim pediu ao irmão que o acompanhasse a um vale próximo onde era voz corrente que se acoitava uma raposa e ali, com as suas próprias mãos, o matou a golpes de uma queixada de jumento que havia escondido antes num silvado, portanto com aleivosa premeditação. Foi nesse exacto momento, isto é, atrasada em relação aos acontecimentos, que a voz do senhor soou, e não só soou ela como apareceu ele. (...)
Que fizeste com o teu irmão, perguntou, e Caim respondeu com outra pergunta.
Era eu o guarda-costas de meu irmão.
Mataste-o.
Assim é, mas o primeiro culpado és tu, eu daria a vida pela vida dele se tu não tivesses destruído a minha.
Quis pôr-te à prova.
E tu quem és para pores à prova o que tu mesmo criaste.
Sou o dono soberano de todas as coisas.
E de todos os seres, dirás, mas não de mim nem da minha liberdade, Liberdade para matar.
Como tu foste livre para deixar que eu matasse a Abel quando estava na tua mão evitá-lo, bastaria que por um momento abandonasses a soberba da infalibilidade que partilhas com todos os outros deuses, bastaria que por um momento fosses realmente misericordioso, que aceitasses a minha oferenda com humildade, só porque não deverias atrever-te a recusá-la, os deuses, e tu como todos os outros, têm deveres para com aqueles a quem dizem ter criado.
Esse discurso é sedicioso.
É possível que o seja, mas garanto-te que, se eu fosse deus, todos os dias diria Abençoados sejam os que escolheram a sedição porque deles será o reino da terra.
Sacrilégio.
Será, mas em todo o caso nunca maior que o teu, que permitiste que Abel morresse.
Tu é que o mataste.
Sim, é verdade, eu fui o braço executor, mas a sentença foi dada por ti.
O sangue que aí está não o fiz verter eu, Caim podia ter escolhido entre o mal e o bem, se escolheu o mal pagará por isso.
Tão ladrão é o que vai à vinha como aquele que fica a vigiar o guarda, disse Caim.
E esse sangue reclama vingança, insistiu deus.
Se é assim, vingar-te-ás ao mesmo tempo de uma morte real e de outra que não chegou a haver.
Explica-te.
Não gostarás do que vais ouvir.
Que isso não te importe, fala.
É simples, matei Abel porque não podia matar-te a ti, pela intenção estás morto.
Compreendo o que queres dizer, mas a morte está vedada aos deuses.
Sim, embora devessem carregar com todos os crimes cometidos em seu nome ou por sua causa (...)


.

23 comentários:

São disse...

Eu acho o Velho Testamento algo de muito desagradável e nem sei como se pode achar que aquela divindade é o Deus de Jesus.

Bom fim de semana.

Joice Worm disse...

O Saramago tem sido a voz de todos os povos do mundo, Torres.
Tenho quase certeza que a grande maioria tem as mesmas dúvidas. Só não tem coragem de falar, ou a quem falar...
Eu estou plenamente de acordo com ele, mas ainda chamo a força que me impulsiona de "Deus". Talvez por hábito da palavra, talvez, como ele mesmo diz, por invenção e acomodação da minha parte.
Um beijo grande!
Joice Worm

xistosa - (josé torres) disse...

Eu li, (como um romance)
Sei que não ficou quase nada.
Gostei muito de ler isto aqui

xistosa - (josé torres) disse...

Caríssima Joice Worm.
Aqueles que por aí falam, mantiveram-se em silêncio na ditadura.
Muitos ou todos não leram o livro Caim.
Esta polémica foi uma boa publicidade, quer para o livro de Saramago, quer para a Bíblia.
Goste-se ou não, ele é um Nobel e como tal deve ser defendido dentro da razão e não atacado por todos os lados.
Mas só quando a pessoa morre é que sobe ao cume.

Um abração.

Ana Maria disse...

Como é bom termos a liberdade de expressão.
Beijinhos lindo amigo, se cuide!

São disse...

Como não postou nada mais, lhe deixo o desejo de boa semana.

Pascoalita disse...

Olá :)

Vim retribuir a tua visita e matar saudades deste espaço que já não visitava há bué (sorry)

A minha mãe sabia quase de cor tanto a Bíblia como o velho e o novo testamento e o mais fantástico é que num entrou numa escola.

Já eu confesso que nunca tive pachorra para esse tipo de leitura.

Sobre Saramago, não me considero capaz de ajuizar se o NOBEL foi merecido, mas a sua leitura não me consegue despertar interesse. Acho-o maçudo e provoca-me sono. Não consigo ler mais que 2 ou 3 páginas sem me sentir ensonada e também não é pessoa que goste de ouvir.

Enfim, calhar passa-se algo errado comigo

jinho

Anónimo disse...

Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!

Multiolhares disse...

Que dizer de Saramago, é polémico, toca certos assuntos que faz mover o pensamento, que se goste ou não ,quanto á Bíblia, ás religiões acho que tudo o que é escrito ou tocado pelo homem acaba adulterado,
pena é que a cegueira leve a fazer guerras pela " Palavra Divina"
bom fim de semana

A. João Soares disse...

Neste início do mês festivo de Dezembro, o blogue Do Miradouro, deseja a este blogue, aos seus visitantes e comentadores um Feliz Natal, com saúde, pensamentos positivos, esperança no Ano Novo e fé num Mundo Melhor.

Abraços
João

consciencia tranquila disse...

A liberdade de expressão é algo de maravilhoso que todas as pessoas com bom senso prezam.
Já a forma como a expressão se utiliza no seu contexto de liberdade nem sempre está provida do tal bom senso que deveria acompanha-la sempre que se abre a boca ou se pintam letrinhas num livro.
No pleno direito da utilização dessa mesma "liberdade de expressão" com os seus defeitos e virtudes tão apreciada pelo nosso conterrâneo Saramago que tão bem tem utilizado e habilmente rentabilizado fazendo as delicias dos seus apreciadores apetece-me dizer a tão reconhecida e afamada personagem:
PORQUE NO TE CALHAS...

consciencia tranquila disse...

A liberdade de expressão é algo de maravilhoso que todas as pessoas com bom senso prezam.
Já a forma como a expressão se utiliza no seu contexto de liberdade nem sempre está provida do tal bom senso que deveria acompanha-la sempre que se abre a boca ou se pintam letrinhas num livro.
No pleno direito da utilização dessa mesma "liberdade de expressão" com os seus defeitos e virtudes tão apreciada pelo nosso conterrâneo Saramago que tão bem tem utilizado e habilmente rentabilizado fazendo as delicias dos seus apreciadores apetece-me dizer a tão reconhecida e afamada personagem:
PORQUE NO TE CALHAS...

consciencia tranquila disse...

Parece que por aqui não aceita bem a discordancia. Pois bem quero que sejamos todos amigos e se fôr caso de inimigos também os incluo no desejo de um bom e feliz ano para todos.
Permitamme só excluir a vilanagem politiqueira que nos assola.

Mello disse...

Ainda bem que a inquisição já foi enterrada há muito, mas enquanto instituição, ainda continua a inquisição psicológica.

gmelosilva71@portugalmail.pt

Dona Sra. Urtigão disse...

Chegando aqui a partir da "SAO", minha curiosidade foi recompensada.
Elogiar Saramago é até incompatível. Explêndido. E excelente a escolha feita!
(Vou passear um pouco mais por aqui. 'Licença...

xistosa - (josé torres) disse...

Dona Sra. Urtigão

Antes,
obrigada pelas palavras aqui deixadas e pela visita.
Esta "casa" está semi-abandonada.
Agora estou aqui.

Um bom fim de semana.

Dona Sra. Urtigão disse...

Mesmo uma casa semi-abandonada revela,informa. E como está com as portas abertas, além da sua outra casa, virei a esta tambem. Passeio um pouco.
E agradecida pela visita e pela filosofia em forma de poesia.

Juliana Sphynx disse...

=D = rosto sorridente
\o/ = pessoa de braços levantados (comemoração)
*_* = essa nem eu sei!
=) = sorriso

Realmente a internet criou seus hieróglifos

AJO disse...

Mesmo muita obra...

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

*Amo, Amas

Amar, amar, amar, amar sempre, com todo
o ser, a terra, o azul resplandecente,
com o claro do sol, com o escuro do lodo;
Amar com consciência e com desejo ardente.
E quando a tal montanha desta vida nos for dura,
alta, vasta e cheia de acidentes,
amar a imensidão pelo amor acendida
e queimar na fusão dos corações ferventes!*

Rubén Dario

Trad. pela Renata

Obrigada sempre pelos comentários lá no nosso Poeta******************

Bom hoje sempre!

Aquele abraço***************

Angela Guedes disse...

Oi José!!!
Desejo para você uma Páscoa cheia de boas intenções, carinho e muita paz. Paz, sempre. Amizades verdadeiras. Sucesso contínuo. Carinho aos montes. Que o coelhinho lhe traga muito mais que simples ovos de chocolate! Que ele lhe traga muita Paz, Saúde, Amor, Felicidade, Compreensão e Carinho.
Beijinhos
Ângela Guedes

webm3 disse...

Olá, somos Webm3 agência web, de Santa Catarina, estamos procurando blogs interessantes para divulgar nossos blogs e os de nossos clientes, gostaríamos de ter vcs como como parceiros.
Visite nosso site:

http://www.webm3.com.br

Att. Luis Carlos Weber
CEO WEBM3

nacasadorau disse...

Vim conhecer e não podia deixar passar este texto magnífico e branco.

Amigo, eu nunca li a Bíblia, confesso sem pejo algum.
Em tempos escolares, li compulsivamente obras que detestei... esse tempo acabou. Agora só leio o que gosto e leio bastante.
Também li Caim e quase tudo de Saramago.
Este trecho que escolheu, fez-me recordar os vários momentos em que se tivesse alguma dúvida, deixaria de ter...
Parabéns pelo post e por ter a coragem de se mostrar a nu.
Gosto muito de gente assim.

Abraço