sábado, 1 de novembro de 2008

UMA AVÓ DOENTE

. Obama no Hawai

Nas eleições, como no amor, vale tudo.

MaCain, criticou o método do seu rival para alcançar donativos, já que o mês passado conseguiu 150 milhões de dólares e Obama está a desmontar subtilmente a lenda histórica do candidato republicano.

Já que nos regimes democráticos estão proibidos os golpes de Estado, ambos se conformam em darem golpes baixos.

Não param, nem nas tascas, nem sob o luar.

Há que ganhar a todo o custo.

Um recorda que o seu adversário é velho, como se pudesse ocultá-lo e o outro insinua que o seu oponente é negro, como se isso não saltasse logo à vista.

A melhor estratégia parece-me que está a resultar a de Obama, que se prepara para os últimos assaltos.

Suspendeu a campanha para visitar a sua velha avó que está doente.

Ninguém pode negar que não tem um bom coração, nem tão-pouco um bom sentido de oportunidade.

Conseguiu comover, inclusive grande parte do eleitorado, que ignorava que Obama tinha avó.


Obama "apanhando a onda" em Sandy Beach, Honolulu


Por não saberem que esta senhora vivia, ninguém pode censurá-los, já que também desconheciam que reside no Hawai.

A verdade é que ambos os esforçados aspirantes, o de branco e o de epiderme escura, esgotaram os procedimentos tradicionais.

Ambos pronunciaram dezenas e dezenas de discursos, visitaram orfanatos, beijaram anciãos com muito mau uso e ajudado a atravessar calçadas e ruas a cegos, incluídos os que não tinham tal propósito e ofereciam resistência.

A coisa estava desnivelada, mas competitiva.

Creio que com o seu gesto, que todos qualificariam de íntimo, como costuma fazer-se noutros casos, Obama, inclina a balança a seu favor.

Ninguém pode exigir a McCain, na sua idade, que disponha duma avó, que esteja doente a pobre senhora e viva no Hawai.

Para tudo há que ter sorte.



Obama no Luana Hils Country em Kailua, Hawai

.

2 comentários:

São disse...

rrrrssss...como está certo, meu caro Zé!!
Abraços.

xistosa - (josé torres) disse...

São

Obama tinha razão em visitá-la.
A avó morreu.