terça-feira, 1 de abril de 2008

- Não te alongues a contar as tuas façanhas, nem os perigos que terás passado; não podes querer que os outros tenham tanto prazer em escutar-te como tu em contá-los !

Epicteto, (55 d.C./135 d.C.), foi um filósofo grego, pertencente à Escola Estóica, que viveu a maior parte de sua vida como escravo em Roma.

4 comentários:

Vieira Calado disse...

Grandes sábios , estes Gregos!
Quanto ao que me diz do antivírus,
é preciso ter atenção.
E também com umas melgas que chateiam, só para lançar o pânico.
Tive, no meu blog de poesia, que pôr cortinados nas janelas, porque uma dessas melgas não me deixava a varanda...
Um abraço.

peciscas disse...

Bem verdade!

Se quiseres que te mande as faixas com a entrevista da Odele, manda-me o teu e-mail para
peciscas@gmail.com

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido amigo, as tuas palavras, são música para os meus ouvidos... Grata pela visita... Beijinhos de ternura,
Fernandinha

AJO disse...

é isso mesmo. Conheço quem devia ler esta frase, mas não lê; o que é uma pena.
mas, também pode ser de outra maneira:
Não te alongues a «mostrar» as tuas fotos, nem os perigos »e aventuras» que terás passado; não podes querer que os outros tenham tanto prazer em escutar-te como tu em «mostrar»!

Boa semana